Mob Atualizei

 
Esporte

Liga italiana é criticada ao usar macacos em campanha contra racismo

- Anúncios -
CNF Revisor - Publicado em 17/12/2019 às 14:28.
- Anúncios -

A série A é uma liga que reúne apenas a elite do futebol italiano, eles lançaram nesta segunda-feira uma campanha com o intuito de combater o racismo.  A campanha foi revelada nesta segunda com obras de arte apresentando três pinturas de macacos lado a lado. 

A liga disse que os quadros são de autoria do artista Simone Fugazzotto, elas serão exibidas de maneira permanente no hall de entrada, para ressaltar o compromisso do futebol com o combate à discriminação.

Para a liga, essas obras têm o objetivo de espalhar o valor da integração do multiculturalismo e da irmandade. 

No entanto, as pinturas foram alvo de crítica e chamadas de doentias pelo grupo de combate ao racismo, Fare.  Nas redes sociais ao redor do mundo, fortes críticas foram feitas para essas artes, no entanto, na Itália houve pouca reação. 

- Anúncios -

A Fare disse que essas pinturas são criações ultrajantes, elas serão contraproducentes e vão manter a desumanização das pessoas que têm origem africana.

O grupo diz que não consegue entender o que a série A estava pensando quando comprou as obras e se perguntam quem eles consultaram para fazer isso. 

- Anúncios -

Fugazzotto, o artista por trás da obra, diz que teve a ideia ao ver o zagueiro Napoli Kalidou sofrer insultos racistas durante um jogo contra o inter de Milão. 

Seus trabalhos geralmente envolvem desenhos de macacos, por isso ele teve a ideia de fazer a obra que gerou tanta controvérsia. Segundo o artista, no seu conceito, a ideia era parar de censurar a palavra macaco e mostrar que no final das contas somos todos macacos. 

- Anúncios -

Ele concluiu dizendo que para ele o mais importante é reafirmar o conceito de igualdade e irmandade. 

E aí, o que você achou deste texto? Não se esqueça de comentar e de compartilhar ele com os seus amigos!

- Anúncios -