Mob Atualizei

 
Política

Bolsonaro chama João Dória de B* e Witzel de estrume

- Anúncios -
Revisor CNF - Publicado em 13/05/2020 às 11:39.
- Anúncios -

O vídeo de uma reunião que ocorreu no Palácio do Planalto no final de abril, mostra o Presidente Jair Bolsonaro atacando dois de seus principais rivais políticos.

No vídeo Jair Bolsonaro manifesta a sua insatisfação com o Governador de São Paulo, João Dória, e o Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Na reunião o Presidente chamou Dória de B* e as “pessoas do governo do Rio” a quem são ‘lideradas’ por Witzel de estrume.

As desavenças entre o presidente e os governadores são de longa data e surgiram logo após as medidas impostas por Dória e Witzel para tentar minimizar o avanço do coronavirus em seus estados. No vídeo Bolsonaro comenta sobre as alterações que iria ocorrer no seu governo, e que não iria “apanhar sozinho” dos seus opositores.

- Anúncios -

O vídeo foi entregue para o Supremo Tribunal Federal (STF), e seria a prova que o então ex-Ministro da Justiça Sérgio Moro precisaria, para provar que o Presidente Jair Bolsonaro estaria exigindo a mudança do diretor-geral da Polícia Federal e do superintendente no Rio de Janeiro.

- Anúncios -

Os advogados de Sérgio Moro comentaram que o vídeo da reunião comprova as alegações e as declarações feitas pelo então ex-Ministro Moro na sua coletiva de impressa, quando renunciou o cargo de Ministro da Justiça e como também o depoimento que prestou na Polícia Federal, no início do mês.

Os advogados de Moro, reforçaram o pedido para o vídeo seja publicado na sua integralidade. Ainda comentaram que em nenhum momento da reunião que ocorreu no Palácio do Planalto, o tema de segurança nacional foi comentado. 

- Anúncios -

Ameaça de Doria e Witzel de prisão para manter | Direitos Humanos

- Anúncios -